PROJETOS
Múltipla Dança 2017

O Múltipla Dança - Festival Internacional de Dança Contemporânea teve início em 2006 em Florianópolis-SC e se consolidou no calendário nacional como um importante espaço para a dança, tanto a realizada por grupos e artistas catarinenses quanto nacionais ou internacionais. O Múltipla Dança valoriza um contexto artístico que está sempre em processo e recusa um único padrão de existência, um modo que escolhe o risco e, com coragem, insiste na necessidade urgente de (re)descoberta.  

A décima edição ocorre de 20 a 27 de maio de 2017 em diversos espaços de Florianópolis, com programação inteiramente gratuita.

A realização do Múltipla Dança 2017 pode ser considerada uma façanha. A grave crise econômica e política brasileira - cujo quadro de dificuldades aponta 13, 5 milhões de desempregados (IBGE, abr. 2017) - pune também o setor cultural. De fato, esta edição aproxima-se de uma prática de economia solidária. A estreia catarinense do espetáculo Protocolo Elefante do Grupo Cena 11 Cia. de Dança viabiliza-se, em parte, graças a uma arrecadação de fundos promovida pela companhia no site de financiamento coletivo Catarse. Junto ao Cena 11, outros catarinenses compõem o programa: Egon Seidler, Daniela Alves, Karina Collaço, Anderson do Carmo, Cristiano Prim, projeto Corpo, Tempo e Movimento e Entropia - Experiências Artísticas. É pelo esforço cooperativo destes convidados que o Múltipla Dança 2017 ganha vida. Agradecemos sua disponibilidade em assumir uma atitude co-responsável com relação a este encontro, reconhecidamente importante ao contexto da dança contemporânea profissional de Santa Catarina e brasileira. Não à toa, o tema economia solidária está presente em um dos diálogos programados. Além dele, consta a proposta para pensar o campo da dança em sua multiplicidade, considerando os artistas que assumem funções muito além da criação.  

 

Buscando preservar a diversidade de públicos e danças, agendamos o espetáculo Convite ao Olhar da Cia. de Dança Lápis de Seda, núcleo que inclui bailarinos com deficiências em seu elenco. E, ainda, o espetáculo Para Todos os Seguintes da Key Zetta e Cia, especialmente para a plateia infantil. Destacamos, ainda, a presença de Inês Bogéa e sua palestra acerca da documentação da dança por intermédio do vídeo. Inestimável é a parceria com o Dança em Foco - Festival internacional de Vídeo & Dança, que novamente possibilita a mostra de videodança, com exibição de títulos nacionais e internacionais.

 

As danças desta décima edição dizem sobre a sensação de pertencimento e construção identitária, a escolha entre necessidade e desejo, os processos de transfiguração e reconhecimento. Abordam os confrontos cotidianos, a valorização da singularidade humana e a possibilidade de mudar o mundo. Afirmam o compartilhamento de ideias, o convite à partilha, a necessidade de existência de si e da dança. Fixam a intensidade do corpo e do movimento, a alegria inesperada, a dança que se quer, apenas, dança.

Jussara Xavier e Marta Cesar - curadoras

Ficha técnica:

Direção geral: Marta Cesar

Coordenação de programação e curadoria: Jussara Xavier e Marta Cesar

Produção executiva e coordenação administrativa: Neiva Ortega

Assistência de produção técnica: Juarez Mendonça JR

Projeto gráfico e mídia eletrônica: Paula Albuquerque

Fotografia e vídeo: Cristiano Prim

Site e ilustração (sobre foto de Cristiano Prim): Fabio Dudas

Assessoria de imprensa: Néri Pedroso

Articuladoras: Jussara Xavier, Marta Cesar, Neiva Ortega, Néri Pedroso e Paula Albuquerque

Agradecimentos: Daiane Dordete, Eneléo Alcides, Felipe Arthur Moritz, Ivo Godois, Raquel da Silva, Regina Levy, Rodolfo Pinto da Luz, Selma Junkes